Seja bem-vindo à Lemaqui!


OS TIPOS EXISTENTES DE PALETES

 OS TIPOS EXISTENTES DE PALLETS

Os paletes são essenciais para quem trabalha em locais onde dependem de fazer o carregamento de grandes pesos ou grande volume de caixas de uma vez só, tais lugares como: armazéns, mercados, portos ou algum lugar que necessite desse tipo de trabalho. Sem o palete esses processos seriam extremamente difíceis e cansativos, sem contar que esse produto é de extrema importância para a lógica de funcionamento desses ambientes. São base do sistema de movimentação de materiais, fazem mais do que só transportar cargas: As protegem e aproveitam o espaço de estocagem. Em vista disso vamos tentar entender um pouco mais sobre esse meio que é tão importante para o funcionamento de uma empresa, mostrando e falando um pouco de cada palete que escolhemos para ser mostrado.

 

 

 

PALLETS PBR

Foram criados pela ABRAS (associação brasileira de supermercados) no ano de 1988 para padronizar o pallet no país. É o modelo mais comum entre os paletes e tem o padrão de 1,20m por 1,00m.

 Usado para transportar e estocar diversos tipos de produtos. Também pode ser fabricado de diferentes materiais, de acordo com o produto que será paletizado, mas o material mais usado ainda sim é o de madeira. Pode também ser feito de plástico, que é mais indicado para empresas do meio alimentício e pela indústria farmacêutica.

Por ter um tamanho padronizado, permite um empilhamento perfeito em caminhões e estantes que são próprios para o modelo. A embalagem é reutilizável, ou seja, pode ser usada diversas vezes antes de ser descartada.

 

.

Sua estrutura é reforçada, assim o material automaticamente terá grande durabilidade comparado aos demais. ( Existem alguns paletes PBR que estão em uso por 15 anos. ) Em uma empresa, por exemplo, pode ser transportado pela esteira transportadora de paletes, que consegue realizar curvas durante o trajeto, isso por que está acoplado um Girador de Palete , que realiza a curva e faz com que o palete fique na posição correta nos roletes.

Video abaixo:

 

 

 

PALLETS PARA A EXPORTAÇÃO:

Pode ser construído em qualquer tamanho e modelo (de acordo com a carga transportada) para serem acomodados em cargas aéreas, marítimas ou terrestres.

Seu tamanho é determinado pelo produto a ser carregado e para melhor aproveitamento do espaço em aviões ou containers. A diferença entre os pallets para o mercado interno e o pallet de exportação é o tratamento fitossanitários que ele recebe com o propósito de eliminar espécies de seres vivos que possam estar nas madeiras, impossibilitando assim a disseminação de pragas e doenças vegetais entre os países. Esse tratamento é realizado por HT.

HT (ar quente forçado) : O processo é feito em estufas onde os pallets são expostos a altas temperaturas por um determinado tempo, considerado  suficiente para eliminação de todas as pragas e doenças.

 

 

 

PALLETS DESCARTÁVEIS (ONE WAY)

Deve ser um palete obrigatoriamente de baixo custo, pois são enviados ao destinatário e não retornam, por isso o custo-benefício deve ser pensado com a melhor solução prática e operacional. Os pallets para exportação evitam acidentes durante o trajeto e armazenamento, além de reduzirem efetivamente os custos de frete de carga. Isso porque, o número de fretes pode ser menor já que o produto ocupa menos espaço e podem ser levados mais exemplares em cada trajeto.

 

  • Maior resistência e segurança;
  • Excelente custo-benefício;
  • Praticidade de um palete não retornável;
  • Garantia e confiança na procedência do material.

 

 

                                                                                       

 

 

 

 

PALLETS PARA MOVIMENTAÇÃO

Como o próprio nome sugere, ele é criado para estocar/armazenar mercadorias e também facilitar sua locomoção de um determinado lugar a outro com o uso de paleteiras.

São paletes de movimentação, também chamados de pallets para estocagem, por isso precisam ter uma estrutura forte para agüentar os variados pesos que recebem e suportar empilhamentos. Eles não irão sofrer com os impactos que a viagem ocasiona, assim ele irá durar por muito mais tempo.

Quem compra pallets para movimentação, opta quase sempre por pallets duas entradas que apoiam melhor no solo ou em prateleiras, são mais resistente e possuem custos não superiores aos pallets quatro entradas.

 

 

                                                                                  

 

 

 

PALLETS DE DUAS E QUATRO ENTRADAS

São confeccionados em longarinas ao invés de tocos e normalmente são usadas quando é preciso suportar bastante peso. Um palete com duas entradas é um modelo diferenciado de palete que pode ser movimentado por uma paleteira/empilhadeira apenas por dois lados. Geralmente é fabricado com três barrotes “longarinas” sendo uma em cada extremidade e outra no centro do palete.

Já o de quatro entradas conforme o próprio nome já diz, possuem quatro entradas para empilhadeiras ou carros paleteiros. São confeccionados com tábuas superiores que de igual forma aos pallets de  duas entradas, podem ser vazados ou com face superior fechada. Possuem tábuas intermediárias e sua principal característica são os pés montados com pedaços de pontaletes (tocos) que estabelecem sua sustentação e possibilitam que empilhadeiras e carros paleteiros possam entrar pelos quatro lados.

Pallets quatro entradas tanto são utilizados como pallets descartáveis, pallets movimentação

(estocagem) ou pallets retornáveis.

 

 

                                                                                   ( 2 Entradas )

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                               ( 4 Entradas )

 

 

 

 

 

PALLETS DE PLÁSTICO

O plástico é o material alternativo mais popular na fabricação de paletes. Suas características variam dependendo do tipo de resina e da técnica de moldagem. Entretanto, são mais leves e mais duráveis do que os de madeira. Também são mais uniformes no tamanho, forma e peso. O plástico é mais higiênico que a madeira: ele não absorve umidade e é fácil de limpar. Isso torna os paletes de plástico uma opção popular no transporte de alimentos e bebidas. Além disso, o plástico – ao contrário da madeira – não precisa atender aos requisitos fitossanitários do transporte internacional, por isso os paletes de plástico são uma boa opção para a exportação de produtos. A principal desvantagem da maioria dos paletes de plástico é ainda o custo maior (embora sejam disponíveis alguns menos duráveis e de baixo custo). Os modelos de tamanhos fora do padrão são especialmente caros, porque exigem moldes customizados. A maioria das empresas que investe em paletes de plástico duráveis planeja reusá-los e, portanto, deve desenvolver um sistema de controle de paletes eficiente, para que seu investimento valha a pena.

 

 

                                                                                 

         

 

 

 

PALLETS DE METAL

Vem suprir todas as necessidades onde o pallet de madeira e o pallet plástico não podem atender. Muitos aspectos podem definir se a melhor solução é o pallet de metal, e o mais comum deles é a carga suportada (carga estática e/ou dinâmica).

Pela própria característica da matéria-prima, o plástico e a madeira não possuem a mesma resistência do metal, por conseqüência, um pallet de metal tem condições de suportar uma carga muito superior ao similar de madeira ou plástico. Eles são praticamente inquebráveis. Outra vantagem é que não existem pregos salientes, o que costuma causar graves acidentes.

Devido a preocupação com o meio ambiente, é muito comum a escolha pelo palete de metal, justamente para evitar o corte de árvores, mesmo que estas sejam de reflorestamento. O metal pode ser reutilizado, o que confere um ciclo de vida mais longo e sustentável do que seria com paletes de madeira ou plástico. Como o plástico, o metal é mais caro, mas também é mais durável, uniforme e higiênico do que a madeira. Devido à sua resistência, os paletes de metal são usados com freqüência para cargas excepcionalmente pesadas. Também são usados em ambiente de alta temperatura, onde outros paletes se queimariam ou derreteriam.

 

 

                                                                                  

 

 

 

PALLETS DE MADEIRA

A maioria dos paletes em uso hoje é fabricada de sarrafos de madeira fixados por pregos. A madeira é ainda o material favorito, pois, na maioria dos lugares, ela é facilmente disponível e relativamente barata. Além disso, os paletes de madeira são fáceis de montar e o material é adaptável a vários modelos. É aqui que se começa a falar sobre proteção. Em primeiro lugar,

vamos tratar da proteção na cadeia de abastecimento. Os paletes de madeira, que transportam produtos entre países, em geral precisam ser tratados a quente ou fumigados para garantir a ausência de pragas portadoras de doenças que vivem na madeira. Os paletes tratados são identificados com um certificado para indicar que estão em conformidade com os regulamentos fitossanitários. São usados muitos tipos de madeira. É comum classificar os paletes como de madeira dura ou de madeira mole, mas essa é uma distinção arriscada, pois nem todas as madeiras duras são particularmente duras e nem todas as madeiras moles são moles. Esqueça isso, analise as espécies de madeira disponíveis e compare seus preços e resistência.

 

 

 

 

 

PALLETS DE PAPELÃO

Os paletes de papelão ondulado em geral são usados na exportação de produtos, pois são leves, não são sujeitos aos regulamentos fitossanitários e quase todos têm um meio de reciclá-los. Seu peso torna-os especialmente atrativos para o transporte aéreo. Uma clara desvantagem dos paletes de papelão é sua susceptibilidade à umidade. Além disso, a maioria não é resistente o suficiente para suportar cargas pesadas para ser estocada nos sistemas de estruturas porta-paletes. A construção de paletes de papelão mais resistentes é possível, porém aumenta o custo de forma substancial.

 

 

 

 

 

 

 

Com essa matéria podemos ver e entender que apesar de parecer um produto simples pode trazer grandes vantagens tanto para a logística da empresa, tanto para o meio ambiente ( dependendo o material ). É um produto de fácil manuseio e que possui várias vantagens. 

Veja máquinas compatíveis com esse produto nos links abaixo:

https://www.lemaqui.com.br/carrinhos-de-armazem-e-paleteiras/paleteira-com-balanca-16

https://www.lemaqui.com.br/paletizadora-envolvedora-de-paletes/filme-stretch-para-paletizadora-32

https://www.lemaqui.com.br/carrinhos-de-armazem-e-paleteiras/transpalete-paleteira-manual-58

https://www.lemaqui.com.br/carrinhos-de-armazem-e-paleteiras/transpalete-paleteira-manual-hidraulica-155

https://www.lemaqui.com.br/carrinhos-de-armazem-e-paleteiras/carrinho-plataforma-transportador-36

https://www.lemaqui.com.br/carrinhos-de-armazem-e-paleteiras/empilhadeira-eletro-hidraulica-37

https://www.lemaqui.com.br/carrinhos-de-armazem-e-paleteiras/empilhadeira-manual-hidraulica-14

https://www.lemaqui.com.br/paletizadora-envolvedora-de-paletes/paletizadora-envolvedora-de-paletes-59

https://www.lemaqui.com.br/paletizadora-envolvedora-de-paletes/linha-automatizada---paletizadora-automatica-92




Fique por dentro das novidades